Pernambucano poderá sediar nova Escola de Sargentos das Armas (ESA)

6 de abril de 2021

A Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), representada pelo seu presidente José Patriota e mais cinco prefeitos, participou nesta terça-feira (06) de reunião com o governo do estado e representantes do alto comando militar do exército com o intuito de viabilizar a instalação da nova Escola de Sargentos das Armas (ESA) em Pernambuco. O governador Paulo Câmara comandou a reunião.

O local previsto para construção da Escola foi no terreno do Campo de Instrução Marechal Newton Cavalcanti, em Abreu e Lima, com área total de 7.500 hectares, onde serão instalados, caso Pernambuco seja escolhido como estado sede, um complexo escolar, com a sede da escola, vila olímpica, vila militar e parque de tiros. A localização estratégica, o apoio do governo do estado e dos municípios favorecem Pernambuco na disputa e, para tanto, o governador Paulo Câmara assinou um termo de compromisso com as ações propostas pelo executivo estadual para viabilizar a implementação da ESA.

Dentre elas se destacam a implantação de rede elétrica, de estação de tratamento de água e esgoto; construção e recuperação de vias de acesso, com a restauração da PE-27 e implementação da estrada de Mussurepe, triplicação da BR-232, construção do Arco Metropolitano, além da ampliação da rede de fibra óptica. Ações que geram um investimento de R$ 319,41 milhões ao governo do estado, segundo informou o secretário de planejamento e gestão, Alexandre Rebêlo.

Participaram também da reunião prefeitos e prefeitas do entorno da área escolhida para implantação da nova Escola de Sargentos das Armas, a prefeita de Camaragibe, Nadegi Queiroz e os prefeitos de Recife, João Campos; São Lourenço da Mata, Vinícius Labanca; Abreu e Lima, Flávio Gadelha e Paudalho, Marcelo Gouveia. Além do vice-presidente do TJPE, Des. Eurico Barros; do deputado federal, Augusto Coutinho e do deputado estadual, Fabrício Ferraz. Representantes do exército, foram o comandante do Comando Militar do Nordeste, general Freire Gomes, o coordenador executivo do grupo de trabalho para a instalação da ESA, general Joarez Alves, além dos generais Gomes de Mattos e Alcio Costa.


Topo ▲